ESPIRITUALIDADE, DOZE PASSOS, REFLEXÕES DIÁRIAS, TEMAS SÔBRE DEPENDÊNCIA QUÍMICA

espiritualidade, dependência química, Alcoólicos Anônimos, Narcóticos Anônimos, Alateen, Alanon, saúde física e mental, lazer, curiosidades, doze passos, passagens da bíblia, notícias, clínicas de recuperação. Espero com essas matérias, estar colaborando com alguém, em algum lugar, em algum momento de sua vida.

quinta-feira, 15 de novembro de 2007

Para ter saúde e vitalidade

PARA TER SAÚDE E VITALIDADE.

Acorde e viva! Ninguém nasceu predestinado a ser infeliz, sofrer devido ao medo e a preocupação. Viver na pobreza, ter má saúde e sentir-se inferior e rejeitado. Deus criou o ser humano segundo sua própria semelhança e nos presenteou com o poder de vencer a adversidade e alcançar a felicidade, a harmonia, a saúde e a prosperidade.
Os teólogos e psicólogos contemporâneos já escreveram centenas de livros para nos ensinar a fazer o poder interior trabalhar em nosso beneficio. Através da metafísica (além da ciência natural, a ciência do puro ser, ou seja, acima e além do que é físico); da espiritualidade e do pragmatismo, conseguimos alcançar tudo o que verdadeiramente desejamos.
Tudo o que alcançamos e onde fracassamos, são resultados direito dos nossos pensamentos. Só continuamos fracos, abjetos e miseráveis quando nos recusamos a modificar nosso modo de pensar. Os que conseguem pouco, se esforçam pouco; os que alcançam muito, têm de se sacrificar muito; os que gostariam de conquistar muito mais, precisam se esforçar demais. O fundamento do principio da mente é que novos pensamentos, idéias, atitudes e crenças criam novas condições: “recebemos de acordo com nossas crenças, nossos esforços e nossas atitudes”.
Podemos nos conformar ou transformar. Conformar-se é viver e ser regido pelos instáveis e passageiros modismos e condições do momento presente, acatando idéias, opiniões e crenças com ordens advindas de outras pessoas. O poder criativo da mente e da imaginação pode ser dirigido para novas metas e aspirações. Nosso verdadeiro ambiente é a consciência. O ambiente externo sempre tem relação com a consciência. Nós somos os responsáveis pela transformação desse ambiente no qual vivemos. Transformar é “passar de um estado ou condição para outro (muito melhor e satisfatório), da carência para a abundancia; da solidão para o companheirismo, da limitação para a inteireza, da doença para uma saúde vibrante”. Tudo isso por meio do poder e da sabedoria que habitam nosso interior. Não podemos mudar os outros, mas podemos mudar a nós mesmos. Pense em realeza, amor, paz, sabedoria e idéias criativas e o infinito reagirá de acordo, transformando sua mente, corpo e circunstâncias. Seu pensamento é a ponte que faz a ligação entre seu espírito, seu corpo e o mundo material. A transformação depende da estimulação dos dons que existem em nosso interior, do poder espiritual, invisível e intangível, que foi ofertado a todos.
Contemplar falta de paz, desarmonia e discórdia e acreditar que a paz irá se manifestar nesse meio é o mesmo que a achar que a semente da maçã dará origem a uma palmeira. Espírito, pensamento e mente podem ser usados para o bem ou para o mal. Por exemplo, não podemos viver sem água, mas muitos se afogam nela. A eletricidade torna nossa vida mais confortável, mas também mata. Somos nós que castigamos a nós mesmos mediante o mau uso da mente.
Uma crença qualquer, verdadeira, falsa ou apenas indiferente, acalentada por um bom período de tempo, é assimilada e incorporada em nossa mentalidade. Precisamos ter certeza de que possuímos em nosso interior o poder para transformar crenças negativas em positivas e, portanto, a capacidade de mudar nossa vida para melhor.
Basta para você dar a ordem e seu subconsciente irá obedecê-lo fielmente. A reação ou resposta da mente subconsciente virá de acordo com a natureza do pensamento que está em sua mente racional.
O modo de pensar habitual de sua mente racional estabelece sulcos profundos no subconsciente, algo muito favorável no caso de os seus pensamentos serem harmoniosos, pacíficos e construtivos.
Por outro lado, se você se entrega habitualmente ao medo, preocupação ou outras formas destrutivas de pensamento, a solução é reconhecer a onipotência da mente subconsciente e decretar liberdade, felicidade, saúde perfeita e prosperidade. O subconsciente por estar diretamente ligado à sua fonte divina, começará a criar a liberdade e a felicidade que você decidiu trazer à vida. Ele atua por associação de idéias e usa cada parte de conhecimento que você reuniu em sua vida para dar forma à idéia, e recorre a todas as leis da natureza para conseguir seu objetivo.
Todo pensamento tende a se reproduzir, e tristes imagens mentais de doença, sensualidade distorcida e vícios de todos os tipos, produzem doenças na alma, que em seguida as reproduzem no organismo. A mente mais profunda se alimenta de tudo o que pe trazido para ela, tanto o bom quanto o ruim, tanto o verdadeiro quanto o falso, e dá origem à saúde ou enfermidade, beleza ou deformidade, harmonia ou discórdia, certo ou errado, de acordo com a qualidade da comida que lhe oferecemos.
É difícil para uma alma enferma, irascível e discordante produzir sentimentos bons. O exercício saudável do corpo e do cérebro tende a produzir um exercício saudável das faculdades morais, pois os três fios que compõem o cordão da vida – o mental, o moral e o físico – estão sempre unidos, e o que afeta um deles afeta a todos. Todas as formas de vício e dissipação produzem discórdia no templo da vida, e causam o encurtamento da existência. O método mental sempre desempenhou um papel importante, porém pouco conhecido, na terapêutica. Ele tem origem na fé, que inflama o espírito, faz o sangue circular mais livremente e os nervos funcionarem sem entraves. Isso facilita a cura. O desânimo e a falta de fé conseguem levar mesmo as boas condições físicas para a porta da morte. A fé permite a um gole de água ou uma pílula de açúcar realizar uma cura milagrosa em casos onde os melhores medicamentos não deram resultado. A base de toda medicina é a fé no medico, nas suas prescrições e nos seus métodos.
Não há duvida de que a sugestão é o mais antigo e o mais atual agente terapêutico. O poder de curar pela fé não é propriedade particular de nenhuma seita, classe ou religião. A crença em deuses e deusas, em preces dirigidas a ídolos de madeira ou pedra, a confiança em seres fantásticos, a fé nos médicos ou nas próprias forças internas são expressões da capacidade de cura, que dependem da influencia dos estados mentais sobre as funções orgânicas. Claro que eles não são capazes de curar tuberculose; não afetam uma perna fraturada nem uma paralisia orgânica; mas a sugestão em suas varias formas pode se e, de fato, é um dos mais fortes aliados das medidas terapêuticas. Não deveria haver espaço em nossa mente para aceitar o abuso cometido por hipnólogos, videntes, cartomantes e uma série de outros charlatões e parasitas. A mente humana é crédula – acredita ou quer acreditar no que deseja – e, o uso da sugestão na terapêutica pode causar tanto o bem como o mal.
Atualmente, estamos sendo testemunhas de uma copiosa torrente de novas idéias vindas dos adeptos da cura metafísica e de outras formas de filosofia espiritual. Essas idéias são otimistas e produzem a saúde física. O poder seja grande ou pequeno, assume várias formas no indivíduo. Ele ajuda na concentração da mente, no bom humor, no temperamento afável e em um tônus muscular mais firme e mais elástico. Jamais atingimos a perfeição pensando constantemente na imperfeição.
A mente é um remédio para todos os males, quando sabemos usá-la. Ela possui seus próprios estimulantes e para vivermos normalmente, não precisamos de drogas ou narcóticos de qualquer tipo, nela estão os melhores protetores do organismo. Tudo é uma questão de manter na mente pensamentos harmoniosos, positivos, carinhosos e, enquanto eles forem às idéias dominantes, os pensamentos inimigos, que só servem para prejudicar e destruir, serão expulsos e não conseguirão mais voltar. Precisamos nos habituar a não sermos exageradamente afetados pelos acontecimentos cotidianos e repetitivos, que esgotam o sistema nervoso e a energia cerebral. No fim do dia, ao voltarmos para nossos lares, devemos começar um processo de construção, para nos recuperarmos para o dia seguinte, algo como recarregar a bateria com a energia que teremos de usar depois. Uma meditação ajuda a reprogramar o subconsciente de maneira positiva, construtiva e harmoniosa. Exemplo; “O amor, a paz, a harmonia e a sabedoria de Deus inundam minha mente e minha alma. Amo a verdade, ouço a verdade e conheço a verdade. Sei que Deus é amor, e seu amor me envolve e penetra em meu ser. O rio da paz de Deus flui pela minha mente e eu dou graças pela minha liberdade”.
Deseje a todos o que você deseja a você mesmo: saúde, felicidade, paz e todas as bênçãos da vida. Perdoe-se por guardar pensamentos negativos. Perdoe a todos que imagina terem feito mal a você. Assim agindo, criará um vácuo em seu interior e o espírito santo de Deus tomará conta desse espaço. Aceite o fato de que o espírito que existe em você é Deus. Ele é a única causa. Não conceda poder a coisas externas, ao clima, ao vento, às ondas do mar, aos micróbios, ao vírus, a nada. Tenha sempre em mente as verdades de Deus e você expulsará dela tudo o que for prejudicial. Imagine que seu subconsciente é um balde de água suja. Se você for paciente e ficar derramando água limpa nele, gota a gota, depois de algum tempo será capaz de beber desse balde, porque nele só haverá água limpa. Como milhares de células morrem a cada segundo em seu organismo, se você puser em sua mente só o que é belo, nobre e semelhante a Deus, seus órgãos, tecidos e células serão reparados dentro de um ambiente espiritualizado. Será criada em seu organismo uma penicilina espiritual, com a qual você destruirá as bactérias do medo, da preocupação e da ansiedade.
É inútil ficar orando a Deus e suplicando pelo bem estar. Ele não reage a petições, súplicas ou promessas. A presença de Deus responde a sua crença, convicção e conhecimento, e isso já está escrito há muito tempo: “Como creste, assim te será feito”.
O bem estar permanente segue-se a uma verdadeira e profunda mudança na mente e no coração, a um redirecionamento do subconsciente. Anuncie o reino dos céus para a sua própria mente. Ensine suas faculdades, que são seus discípulos, a desistir do medo, do ódio, do rancor e das falsas crenças. Ensine-as a não julgar pelas aparências, a não dar poder a condições externas, a permitir que o Poder Superior flua por todo o seu corpo e, então, elas se tornarão qualidades disciplinadas da mente.
Você não pode se libertar das doenças e ao mesmo tempo continuar agarrado ao ódio, ao rancor, à amargura e a autocondenação. Pense no caso de um alcoólatra. Ele não será curado enquanto estiver preso ao seu sentimento de culpa, à idéia de que é uma pessoa fraca, sem força de vontade, ao ódio e desprezo por si próprio. Não! Ele precisará ter boa vontade e compaixão no coração, terá de irradiar amor, paz e benevolência a todos os seres vivos, inclusive a si próprio, para expulsar de sua vida todos os sentimentos negativos.
Os cinco sentidos relatam uma avalanche de sons e visões, de conceitos de todos os tipos, bons e maus, mas você não é uma vitima dos sentidos. Pode rejeitar o que ouve e vê. Você tem a capacidade de disciplinar seus sentidos e sentir o doce sabor de Deus. Sinta o sabor da verdade da mesma forma que você sente o sabor de uma fruta. Separe o falso do verdadeiro. Deus é a única presença, poder, causa e substância. Tudo o que existe é o espírito de Deus manifestado, pois foi ele quem tudo criou. Existe o espírito e a matéria. A matéria é o nível mais baixo do espírito e o espírito é o mais alto nível da matéria. Eles são intercambiáveis, são a mesma coisa.
Se você lê seu horóscopo (que é uma tolice) e acredita que uma conjunção maléfica de estrelas e planetas determina seu destino, é digno de pena. Deus declarou que tudo o que ele criou é bom. Não se trata de estrelas, mas de sua crença. Estrelas e planetas são objetos externos e você está fazendo deles uma causa. Nada é bom ou mal em si. É você que faz as coisas serem boas ou más, é você que cria leis boas ou más para si mesmo.
Hoje, aqui e agora, é dia da salvação. Você não é vitima de um carma, não é uma vitima do passado, porque está lidando com um ser para o qual não existe nem tempo nem espaço. Nada importa mais do que o momento presente. Modifique o momento e você modificará seu destino; um novo começo é um novo fim. O novo começo ocorre quando você entroniza idéias dignas de Deus em sua mente e passa a conviver com elas.
Seus cinco sentidos lhe trazem relatos do mundo exterior que raramente são verdades e de fato, na maioria das vezes, são destrutivos e prejudiciais. Nós só devemos conceder poder ao Poder Superior que vive dentro de nós, onde reina onipotente, supremo. Nada é capaz de se opor a ele, de desafiá-lo, desviá-lo ou prejudicá-lo.
Nós culpamos condições, ambientes e circunstâncias, às vezes até Deus, pelos nossos males, uma falácia que exacerba problemas e, certamente, não colabora em nada para resolvê-los. O fato é que todas as dificuldades são causadas por modelos mentais e crenças alojadas em nosso subconsciente. O que importa é a crença. Se você acredita que em um santuário existem águas milagrosas, o que vai curá-lo não será a água, mas a crença. Se mandar analisar a água, verá que sua composição é a mesma que existe em sua casa. O que vale é a crença interior, não o local onde você deposita sua crença. O melhor que você pode fazer em seu beneficio é expulsar as idéias prejudiciais de sua mente.
Se surgir uma tribulação em sua vida, encare-a como se fosse um sinal da natureza para avisá-lo que você está pensando numa direção errada, e, então, corrija essa falha o mais rápida mente possível.
Muitas crenças e idéias que tínhamos na infância, que julgávamos ter esquecido completamente, estão escondidas nos recessos mais profundos do subconsciente. Tudo o que nos foi imposto ou ensinado desde o dia do nosso nascimento, continua vivo na mente profunda e tem o poder de influenciar nossa vida e se manifestar nela.
Existe um único poder, que é o espírito que vive em você. Nos o chamamos de consciência, que é a maneira como você pensa, sente e acredita, e lhe dá permissão mental para agir. Não existe um outro poder, causa ou substância no universo.
É comum acusarmos outras pessoas pela nossa depressão ou melancolia, dizendo algo como: “ele está bloqueando meu progresso profissional. Se não fosse por esse sujeito, eu já teria sido promovido”. Agindo dessa forma, você está transformando essa pessoa em um Deus. Essa é a grande mentira. “Não terás outros deuses além de mim. Eu, o senhor teu Deus, sou um Deus ciumento”. Diz a bíblia. Nesta afirmação, Deus é ciumento no sentido de que não devemos conceder poder a outro entre ou coisa que não seja ele. Quem não se convence dessa verdade vive de maneira desequilibrada, instável, como se ficasse continuamente apertando os botões para subir e descer de um elevador, e acaba não sabendo em que de fato acredita. Não se pode pôr qualquer pessoa num pedestal e dizer: “você é um outro Deus que devo adorar. E está prejudicando meu progresso”.
Que imensa tolice! Existe um único Deus, a infinita presença e o infinito poder que está dentro de você. Nada se opõe a ele, que é todo-poderoso, o ser eterno.
Um número cada vez maior de pessoas fala sobre a poluição da mente resultante de ressentimento, hostilidade, raiva, ódio e tantas outras idéias negativas. Nenhuma pessoa, situação ou condição tem poder para lhe trazer males físicos ou espirituais, solidão nem problemas profissionais ou financeiros.
Se alguém o ofender, não fique nervoso ou indignado. Diga apenas: “você não tem o poder de me irritar. A paz de Deus enche a sua alma”. Ou “Deus me ama e cuida de mim”. E continue seu afeito.
Não venha me dizer que tal pessoa tem poder para perturbá-lo, porque, se for o caso, você está acreditando na grande mentira.
A grande mentira atua de muitas formas. Há os que culpam o diabo pelos seus problemas. Sabe como os hebreus chamavam o diabo? Ayim. Esta palavra significa “olho”, e o olho distorce a verdade. Eles também o chamavam de risada ou caçoada. Satã, em hebraico, significa escorregar, errar, se desviar da verdade. Sim, o diabo está presente quando você se desvia da verdade, quando usa mal a lei e interpreta erradamente os acontecimentos, como se olhasse para a verdade de sua vida por trás de óculos escuros. O mal-entendido é o único diabo que existe. Você também poderia chamá-lo de ignorância, que foi o termo usado por Buda.
Os antigos místicos hebreus diziam que o diabo é aquele que mente para Deus, um caluniador que mente sobre a verdade do infinito. As forças da natureza não são boas nem más. O bem e o mal dependem do uso que fazemos dos elementos da natureza e das nossas forças internas, e de nossa reação a eles, que pode ser construtiva ou negativa. Na época em que a Bíblia foi escrita, o exorcismo em suas várias formas era a forma de terapia naturalmente aceita como tratamento para os insanos. Essa idéia persiste em nosso tempo. Não é incomum alguém dizer: “Oh, ele faz coisas horríveis, acho que está possuído pelo diabo”. Ao longo do tempo foram tentados vários métodos para expulsar demônios do corpo ou da mente de uma pessoa. Atualmente, psiquiatras, psicólogos e líderes espirituais tentam promover um ajuste da personalidade e uma limpeza da mente para expulsar todos os pensamentos negativos e as falsas crenças. Aquilo que chamamos de diabo, são os estados mentais negativos que se estabeleceram no subconsciente, porque o poder criativo da mente humana foi usado de maneira ignorante e destrutiva.
Por meio da conscientização espiritual, expulsamos de nosso subconsciente, falsas teorias, dogmas, crenças, opiniões e também estados negativos como raiva, rancor, ressentimento, inveja e ciúme, porque estes são demônios que nos possuem. Obsessões, personalidades múltiplas e todas as outras aberrações mentais são resultado de um modo de pensar negativo e habitual, que se cristaliza como estados mentais definidos, como complexos e fobias, e inúmeros outros glóbulos de veneno ocultos em nosso subconsciente que causam os nódulos responsáveis pela psicose do homem.
Se uma pessoa impressionável ouve alguém de autoridade dizer que ela está possuída por um espírito mau e pelo diabo, sua mente subconsciente, que aceita todas as sugestões e age de acordo com elas, reproduz o comportamento de um possuído tendo como base as informações e o conhecimento sobre o assunto que nela estão impressos. Em termos experimentais, qualquer tipo de insanidade pode ser causado por sugestões apropriadas dadas ao paciente colocado em estado hipnótico. Todas as aberrações mentais desaparecem quando a pessoa é novamente hipnotizada e informada de que aquilo foi uma sugestão. É fácil ver de onde vêm os, assim chamados, “demônios”. A profissão de exorcista existe há milênios e sempre foi muito lucrativa. Ainda hoje, continua a ser usado, o exorcismo, em muitas seitas e religiões, mas o fato de o problema poder ser resolvido com um ritual ou cerimônia indica claramente sua origem mental, não tendo nada a ver com entidades externas. É muito grande o número de pessoas que têm clariaudiência e clarividência. Alguns a atribuem à imaginação, outros a encaram como uma alucinação. Outras, ainda, acreditam que isso venha dos espíritos dos mortos. Não é preciso dizer que a lei da sugestão atual também nesses casos e governe o caráter das manifestações. O subconsciente assume o caráter sugerido pela mente racional. Se, por exemplo, uma pessoa acredita que tem um anjo da guarda que conversa com ela ou se comunica com um espírito desencarnado, seu subconsciente atenderá a sugestão e assumirá o caráter de um anjo ou demônio de acordo com o que foi implantado nele.
Nossos fracassos se devem à ausência de fé em nossas faculdades mentais. O poder espiritual inspira, cura, fortalece e restaura sua mente e seu corpo. A mente, por ser um principio, tem suas próprias leis e não guarda ressentimentos ou rancores por não ter sido adequadamente usada. Deus é o eterno agora, e para a mente não existe nem tempo nem espaço. Por isso, modifique sua maneira de pensar agora e você mudará seu futuro, porque o futuro, é o seu atual modo de pensar tornado realidade.
Se você olhar à sua volta no seu local de trabalho, verá muita gente estagnada, como uma fruta morrendo na árvore. Destruímos nossa capacidade de atingir metas e realizar dizendo algo como: “se eu tivesse a inteligência ou o dinheiro de John, ou os contatos de Tom, eu subiria na vida e seria alguém neste mundo. Mas olhem para mim, sou um zé-ninguém. Nasci na contramão da vida, esta é que é a verdade. Por isso, tenho de me contentar com meu destino”. Que filosofia de vida mais idiota! É assim, porém, que muita gente pensa. Se menosprezando e se desmotivando porque não têm noção de que dentro de cada ser humano, habita o espírito vivo onipotente. Ele é onisciente, onipresente, tudo sabe e tudo vê. Nunca desista da sua fé. Sua fé é a sensação e a percepção de que o desejo que está querendo ver concretizado já é uma realidade da mente sob a forma de uma idéia ou impulso. Suponhamos que você esteja pensando em uma invenção e trabalhando para construí-la. Ela existe em sua mente, tem forma, formato e substância em outra dimensão e poderia ser vista por um sensitivo ou um médium apesar de não ter sido colocada no papel. Isso não é ser real? Se eu estou a escrever um livro, ele já está em minha mente, os personagens e a história, já estão em minha mente. O pensamento é a substância das coisas esperadas, a prova de coisas não vistas. Não vemos uma idéia, uma invenção, um livro ou uma peça de teatro objetivamente, no presente, porque ela primeiro, tem que vir do invisível. Precisamos acreditar na possibilidade da execução de uma idéia. Isso é fé.
Quando você fala sobre os fracasso do passado, está pensando em perdas e atraindo novos fracassos. Entretanto, quando esses estados negativos são expostos, quando preconceitos, raiva, ódio e inveja são olhados à luz da razão, eles se dissipam, porque não resistem à luz, e a luz é uma metáfora para inteligência e sabedoria. Quando acalentamos mágoas, remorso, preconceito e sede de vingança em nosso coração, essas idéias negativas afundam na área inconsciente da mente e nela permanecem como uma pequena fogueira que mais cedo ou mais tarde irá arder em chamas.
Quando reconhecemos a existência dessa fogueira e lidamos com ela de maneira inteligente, nós nos libertamos e passamos a levar uma vida normal. Seria muito bom para qualquer um de nós dar uma olhada em si mesmo para ver se os defeitos, tão duramente criticados nos outros, não estão dentro de nós. Existe uma discussão em sua mente e você precisa eliminar os pensamentos hipócritas, perguntando-lhes de onde vieram. De onde vem o medo? Haveria um principio por trás dele ou trata-se apenas de uma sombra? Pergunte-lhes: “de onde eles estão vindo? Qual é sua fonte? São verdadeiros? Algum dia em sua vida você parou para se perguntar de onde vieram suas crenças? Elas são lógicas, ou irracionais e sem respaldo cientifico? Chegam a insultar a inteligência de uma criança de dez anos com um mínimo de escolaridade?”.
Muitos para se livrarem de seus defeitos, viram fanáticos religiosos, porém, temos que entender que atos exteriores, rituais, cerimônias, preceitos e ordens de alguma igreja ou organização, não são uma verdadeira religião ou adoração. Você pode seguir todos os dogmas e regulamentos da sua igreja e ao mesmo tempo violar todas as leis de Deus em seu coração; pode freqüentar diariamente os cultos e ser um agnóstico. Devemos nos conscientizar do fato de que a única mudança que interessa é a modificação interior, a mudança que interessa é a modificação interior, a mudança que acontece no coração, quando nos apaixonamos pelos valores espirituais. A religião pertence à alma, não aos lábios. Sua verdadeira religião é o que você faz, é a vida que leva, são os resultados dos seus atos e o modo como se relaciona com o seu próximo.
Os “fariseus” estão em todos os lugares, e o termo não se limita a denominar uma seita judaica que existia na época de Jesus. Fariseus são indivíduos que dão suma importância a regras e aparências. Seguem as leis ao pé da letra, e se mostram insensíveis ao sofrimento alheio caso precisem romper normas estabelecidas para ajudar alguém. Os fariseus também acreditam que uma corrente de ar pode causar torcicolo; que pegarão resfriado se molharem os pés e que se tomarem sereno ficarão com gripe. Eles aderem às suas falsas leis e “carecem do espírito que dá vida”.
Os rituais externos, a pompa e as cerimônias dominam esses tipos de pessoas. Elas, é claro, freqüentam a “Igreja certa”, o que, na verdade é uma grande tolice, porque a Igreja está dentro de nós. “Igreja é a tradução do grego ekkesia, que significa assembléia ou reunião, e no sentido espiritual, representa nossa união com Deus, que habita dentro de nós. Sua vida é sua religião. Você expressa cada vez mais a presença de Deus em seu interior irradia energia, amor, verdade e beleza diariamente? É possível ver a sua religião se manifestando em seu lar, seu trabalho, seus negócios, em seus relacionamentos com outras pessoas, em seu corpo, sua arte, seus escritos, sua ciência – em todas as fases de sua vida?”.
Há venenos físicos e mentais. Os “fariseus” e “legistas” estão em todos nós e representam as leis feitas pelo homem e as falsas opiniões ou crenças infundadas, como a que afirma que somos castigados pelos nossos pecados presentes ou passados, que o sofrimento é causado pelo carma, ou a que responsabiliza espíritos maus ou demônios pelos nossos males. Ora, o carma nada mais é do que a lei da ação e reação; um novo começo determina um novo fim. Não há tempo nem espaço para o verdadeiro eu superior, que está dentro de nós e não condena nem castiga ninguém. Seus olhos são puros demais para ver a iniqüidade, para ver o mal, e, por isso, não tem como punir os seres humanos. O julgamento do que é certo ou errado cabe ao “filho”, ou nossa própria mente. Portanto, se você acredita sofrer por causa de algum pecado cometido numa vida passada ou algo parecido, está dando permissão para sua crença criar seu inferno particular aqui e agora. Acho que não existe crença mais mórbida e feia. Pare de pensar que você é obrigado a expiar seus pecados. Perdoe-se. Mude seu modo de pensar agora, e seu subconsciente agirá de acordo com ele. Não se deixe abalar pelas toxinas mentais acumuladas nas mentes de tantas pessoas. Entre os mais mortíferos venenos mentais incluem-se: medo, ódio, ignorância, autopiedade, autocrítica e autocondenação. Estas toxinas se infiltram no nosso rio psíquico, envenenando todas as fontes de fé e esperança, levando a aberrações mentais, esquizofrenia, depressão profunda, psicoses e outras formas de distúrbios mentais. O desejo de mudar existe há milhares e milhares de anos. Você pode nunca ter usado as leis da química ou da física, mas no momento em que usar o principio da eletricidade (é invisível como nossos bons pensamentos e sabendo usá-la, só nos traz conforto), sua mente responderá no mesmo instante. Uma lei não pode, de maneira alguma, guardar rancor ou ter desejo de vingança. É, por isso, que a crença no carma e em coisas similares é tão absurda, tão tola. Ela se baseia na mais crassa ignorância.
Precisamos nos perdoar a nós mesmos por termos pensamentos negativos e destrutivos que nos causam tanto mal. Muitas vezes sofremos e ficamos remoendo nossas tristezas por causa de alguém que supostamente nos prejudicou, enquanto a pessoa está bem feliz da vida, passeando e se divertindo. É impressionante ver que muitas pessoas são mal-agradecidas. Como dz o provérbio, o filho ingrato é mais afiado do que o dente da serpente. Há pessoas que vivem falando sobre algo que não aconteceu durante um ano inteiro, mas não se lembram de contar sobre as dez ou doze coisas maravilhosas que lhes aconteceram como resultado de sua mudança de atitude mental. Temos de dar valor a tudo o que nos acontece de bom, mesmo que se trate de pequeninas dádivas. Um coração agradecido se aproxima de mais, porque ele nos leva a um estado mais elevado, um estado receptivo, facilitando nossa sintonia com as forças criativas do universo.
O coração agradecido é a mente que acredita e se alegra diante da prece atendida. Quantas vezes você fez uma compra para ser entregue em sua casa e agradeceu ao balconista ou ao caixa antes de recebê-la? Você sabe que a mercadoria será entregue e confia na organização. Como as promessas de Deus nunca falham, você também pode agradecer por bênçãos que ainda não recebeu. Seja um bom receptor, espere de coração aberto. Todas as coisas já estão prontas se a mente está pronta. A crença é um pensamento e significa aceitar algo como verdade. A fé, por sua vez, significa aceitar que aquilo que você está pedindo já aconteceu. A vida sempre lhe perguntando: o que queres que eu te faça? Sim, qual é o seu desejo? Todavia milhares de pessoas afirmam constantemente que não há solução para seus problemas, que não há esperança para elas. Elas, muitas vezes, nem sabem exatamente o que querem e, na realidade, estão secretando venenos mentais que irão destruí-las por não abrirem os olhos, não tomarem consciência da necessidade de abandonar seus defeitos de caráter para que o Poder Superior penetre na sua mente. Essas pessoas são mentalmente cegas. Algumas culpam não a si, e sim ao estresse que não os permite a serenidade necessária para se concentrar em seus próprios defeitos. O estresse em si não é mau. É o excesso de estresse que causa os males. Pense no que acontece com um ator. Ele sempre fica tenso antes de entrar no palco. É um estado natural, porque foi preciso acumular energia para expressar as emoções do seu personagem. Mas isso é um estresse construtivo. Esse acúmulo energético foi sendo construído ao longo dos ensaios. É algo semelhante ao que acontece com um relógio de corda. Se você der corda em excesso, a mola poderá quebrar, mas se a corda for dada conforme o padrão estabelecido pelo fabricante, o relógio trabalhará de forma regular, rítmica e harmonia. Qualquer pessoa que vá falar em publico, sempre fica um pouco tensa antes de começar. Não há nada de errado com isso, porque, no instante em que se começa a fluir, a energia acumulada flui regularmente, como o tique-taque do relógio. Todos nós experimentamos momentos de estresse, tensão e ansiedade. Você sabe que os grandes aviões que transportam centenas de pessoas e viajam por milhares de quilômetros, também têm de descansar? É o que diz os cientistas, que conhecem o fenômeno chamado de fadiga do metal, resultante do excesso de tensão nas várias partes da aeronave.
Agora, porém, temos de admitir que viver em perpetuo repouso e perpetua paz é existir sem viver. Fala-se muito em paz de espírito, mas paz de espírito não significa inatividade, e sim que você está sendo criativo, está assumindo o controle das situações, está se expressando adequadamente, arregaçando as mangas e remando o barco. Claro que ganhará algumas bolhas nas mãos, mas ao agir com a mente tranqüila você está sendo construtivo, harmonioso, tornando-se capaz de libertar seus talentos, aprisionados, está fazendo as coisas aconteceram. Isso é que dá paz e satisfação interiores, além da harmonia de espírito.
Você é um ser espiritual que vive em um mundo material. Você não vive em seu corpo. É seu corpo que vive em você como uma idéia. Seu corpo não é realmente sólido como você talvez imagine. Ele é formado de energia, como se fosse uma onda de luz. Seu espírito e sua mente são a causa; seu mundo é um efeito. Por isso, seu corpo – que significa seu corpo físico, seu ambiente, sua posição social, seu relacionamento com os outros – não passam de um reflexo matemático do seu habitual modo de pensar e imaginar. Em outras palavras, você é sua crença materializada.
Conta uma antiga lenda, que um rei da Pérsia queria mandar gravar num anel uma frase que lhe trouxesse serenidade em momentos de exagerada euforia ou depressão. Para isso, convocou os mais renomados astrólogos de sua época. “Quero uma máxima, um breve pensamento que poderei ler a qualquer momento”. Depois de muito confabular, os astrólogos chegaram a uma decisão. Entregaram ao rei uma pesada aliança de ouro onde estava escrito: “Isto, como tudo, também passará”. Lembre-se de que nada dura para sempre e pense em solucionar seus problemas agora mesmo. Vá para o mundo espiritual, encontre-se com a infinita presença, o eterno amor e a infindável sabedoria, porque a verdade está lá. Nunca se esqueça de que não existe nada bom ou ruim por natureza. É o pensamento que faz as coisas serem boas ou más. Quando não existe opinião, não existe sofrimento. Quando não existe julgamento, não existe dor.
Se tiver grandes sonhos, idéias, aspirações e ideais, você precisa manifestá-los para que eles transpareçam em seu corpo, sua fala, seus gestos, maneirismos e atividades em todas as fases de sua vida. Assim, estará administrando o estresse e as tensões naturais da existência humana, sem ser vitima deles.
Você se recorda da época em que centenas de pessoas deixavam as cidades para viver em comunidades, onde, supostamente, teriam uma vida mais natural, livre do estresse do mundo moderno? Essa gente imaginava que iriam cultivar seus próprios alimentos e viver de acordo com filosofias exóticas. Entretanto, a maioria dessas criaturas acabou se afundando na maconha e em outras drogas, um número enorme delas vive à custa de pensões do governo para cidadãos em estado de miséria e as crianças nascidas nesses grupos, não tiveram uma criação adequada e, atualmente, são vítimas da tensão resultante de se sentirem deslocadas no “mundo real”.
Vivemos em um mundo objetivo e ao mesmo tempo subjetivo, e é preciso haver equilíbrio entre os dois. Se, por exemplo, uma pessoa vive enfronhada na meta física, só faz ler livros sobre o tema e obras filosóficas, sem aplicar seus talentos no mundo que a cerca, sem ter amor, criatividade, lazer e alegrias, deve ser considerada um ser estranho, sectário e doente, porque nela não há o equilíbrio.
O mundo interior é um mundo de pensamentos, sentimentos e emoções, de planos, propósitos e aspirações. Esse é um mundo real, tão real como o mundo exterior. O espírito sem forma é nada, e a forma sem espírito é nada. Um hoje bem vivido faz o ontem ser apenas um sonho e o amanhã ser uma visão de esperança.







Nenhum comentário: